Elecnor ajuda Honduras durante a passagem do furacão ETA

Em Honduras, a Elecnor é uma das poucas empresas espanholas com presença estável.

Depois de falar com o Embaixador da Espanha no país, a Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (AECID), em Honduras, e um representante da Cruz Vermelha espanhola instalado em Tegucigalpa, a Elecnor Honduras doou à Cruz Vermelha hondurenha um motor de 60 hp para os barcos de resgate. Este motor permitirá prestar serviços de salvamento, tanto para resgatar pessoas como para levar ajuda humanitária aos mais afetados pelo furacão. As equipes da Cruz Vermelha têm motores de pouquíssima potência, de 30-40 hp, portanto, esse novo motor permitirá maior manobrabilidade em grandes fluxos de água. O motor também possui um sensor que detecta obstáculos e regula sua altura para evitar colisões.

Fechar